O substrato é o suporte físico utilizado como meio de crescimento para a planta (que não o solo). Tal como a luz e a água, o substrato é fulcral no desenvolvimento das plantas pois confere-lhes os nutrientes necessários. Como qualquer ser vivo, as plantas necessitam de nutrição adequada para se desenvolverem da melhor forma. É por isso importante observar o habitat natural de cada espécie para melhor compreender as suas necessidades.

A ciência

Tal como as pessoas, para um bom desenvolvimento as plantas necessitam de macronutrientes (nutrientes que são necessários em grandes quantidades) e de micronutrientes (nutrientes necessários em quantidades mais reduzidas). No caso das plantas, os macronutrientes principais são azoto (N), fósforo (P) e potássio (K). Sendo que o cálcio, o magnésio e o enxofre também são necessários. Quanto a micronutrientes, os principais são boro, molibdênio, cobre, ferro, zinco e manganês. Através da adição de adubos de libertação lenta, o substrato fornece estes nutrientes às plantas. Uma vez que os vários tipos de plantas têm necessidades diferentes, os substratos têm também eles formulações diferentes com uma quantidade de nutrientes adequada. Podes consultar a nossa gama de substratos aqui.

Os diferentes tipos de substratos

Plantas de Interior: O substrato para plantas de interior é formulado com argila expandida que ajuda a promover um arejamento e drenagem correctos, bem como um nível de humidade adequado. A sua formulação promove também uma coloração mais verde das folhas. É indicado para: Ficus, Dieffenbachia, Caladium, Begonia e outras plantas de interior.

SACO_SIRO_INTERIOR_11L

 

Cactus e suculentas: Os cactos e suculentas não toleram água em excesso. Por isso necessitam de um substrato de textura fina que promova uma boa drenagem. Indicado para Cactáceas, Euphorbiaceas, Crassulaceas e outros tipos de suculentas.

SACO_SIRO_CATO_5L-1

 

Orquídeas: As orquídeas, principalmente as epífitas, têm características muito particulares. Por isso, o seu substrato ideal tem uma textura grossa e porosa que promove um bom arejamento e um nível de humidade estável e equilibrado. O substrato para Orquídeas terrestres é indicado para: Cymbidium.

SACO_SIRO_ORQUIDEAS_11L-1

 

Plantas Acidófilas: Para este tipo de plantas é adequado um substrato de pH ácido e textura média. Este promove uma floração abundante e duradoura com cores mais vivas. É indicado para: Camélia, Azálea, Rododendron, Mirtilos, Groselhas e outras plantas acidófilas.

Siro Ácido

Carnívoras: A mistura ideal de substrato será 2:1:1 com casca de abeto, areia grossa sem cal e perlite. Neste tipo de plantas não deve ser usado substrato comum pois irá acabar por prejudicar muito a planta.

Os complementos

Perlite: A perlite é um composto de silicatos de origem vulcânica. Retém água quando o substrato está encharcado e liberta-a quando o substrato está mais seco. Diminui também a densidade do substrato. Poderás misturá-lo com o substrato de interior num rácio de 90% de substrato e 10% perlite. A perlite promove uma drenagem e arejamento mais eficientes dando origem a um crescimento radicular saudável.

Siro-perlite

Vermiculite: A vermiculite é um composto proveniente de silicatos hidratados de magnésio. Retém água e nutrientes disponibilizando-os no substrato quando necessário. A vermiculite é especialmente adequada para alvéolos de germinação. Misturar 5-25% de vermiculite com as outras matérias primas.

SIRO_VERMICULITE_6L-MIN

Cuidados

Os substratos vendidos em lojas são esterilizados. Ao fazeres as tuas próprias formulações (colheres directamente os produtos da natureza) é importante teres em atenção que os componentes, ao não serem esterilizados, podem ter pragas, fungos ou doenças.

Ainda tens questões sobre os diferentes tipos de substratos ou sobre as necessidades das plantas? Deixa-as na caixa de comentários em baixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *